Menu

Balanço do segundo semestre aponta alta de 17,2% ante mesmo período de 2016

Avançar

A Associação Nacional dos Veículos Automotores (Anfavea) divulgou o levantamento
de dados sobre veículos vendidos de janeiro a julho e o comparativo com o mesmo
período do ano passado. Segundo a pesquisa, de janeiro a julho foram vendidas mais
de 25 mil unidades de máquinas agrícolas e rodoviárias, um aumento de 17,2%.
Segundo Antonio Megale, presidente da Anfavea, apesar do total ainda estar longe do
visto em anos anteriores para esse período, é notável que estamos no caminho certo.
Em tratores de rodas, por exemplo, foram vendidas 21,5 mil unidades, um aumento de
21%, mas a maior alta está nos modelos de 81 e 130 cavalos, 39,7%. Entretanto, não se
sabe ao certo se o aumento foi motivado por agricultores familiares, grandes empresas
ou ambos.

O setor de exportação também comemora a melhora, as exportações brasileiras de
máquinas agrícolas e rodoviárias registraram um aumento de 40,9% se comparado ao
período de janeiro a julho de 2016. Já o comparativo por mês registra alta de 75,9%,
em julho desse ano foram exportadas 1.328 unidades, enquanto em julho de 2016
foram 755 unidades.

Para Antonio Megale, parte dessa alta é atribuída a política do presidente argentino
Mauricio Macri em favorecer o comércio com o Brasil. A Argentina vive um bom
momento na produção agrícola e deve contribuir mais ainda para o crescimento das
exportações, até o momento o Brasil já embarcou 7,3 mil máquinas.
O balanço do primeiro semestre é positivo, mas a Anfavea continua cautelosa e
mantém as projeções do começo do ano, com alta de 13,2% em vendas locais, 6% em
exportações e 10,4% em produção.

Fonte:
SF Agro – Farming Brasil
Automotive Business