Menu

“Cartilha aos presidenciáveis”

Avançar

A ABIMAQ, Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, estruturou e apresentou para todos os candidatos à Presidência da República uma agenda de trabalho com premissas básicas para a retomada do desenvolvimento econômico e industrial.

 

“Para gerar EMPREGO e RENDA, o Brasil precisa retomar o crescimento econômico. E, como concordam dez em dez economistas o INVESTIMENTO de hoje é o CRESCIMENTO de amanhã. Impostos menores sobre o sistema produtivo, um SISTEMA TRIBUTÁRIO SIMPLES, JUROS compatíveis com o retorno das indústrias e um CÂMBIO que garanta a competitividade dos produtos brasileiros são essenciais para a retomada dos investimentos e do crescimento econômico. É DISTO QUE O BRASIL PRECISA!”

 

O trecho acima foi retirado do que está sendo chamada de “Cartilha aos Presidenciáveis”. O documento foi criado a partir da necessidade de passar aos candidatos à Presidência da República sugestões sobre ações para o país volte a crescer. Passando por variáveis micro e macroeconômicos, a carta também aborda as (cada vez mais necessárias) reformas Tributárias, Fiscal e da Previdência, assim como a reforma Monetária e Cambial. Representando a indústria brasileira, João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ, pede uma política industrial condizente com a indústria brasileira.

 

Em texto divulgado no blog da ABIMAQ, o presidente faz questão de citar importância do setor de máquinas e equipamentos e a capilaridade de seus produtos. Segundo ele, a cada 1 real de demanda adicional de máquinas e equipamentos no Brasil, são gerados R$ 3,30 de produção, mostrando-se assim um setor propulsor da economia brasileira.

 

A IMDEPA apoia a ABIMAQ e acredita no desenvolvimento brasileiro e concorda com a necessidade da retomada de investimentos para o crescimento econômico do país.

 

Referências:

http://www.abimaq.org.br/site.aspx/Detalhe-Palavra-do-Presidente-nova?DetalheClipping=127&CodigoClipping=134

 

http://opresenterural.com.br/noticia/o-que-a-industria-de-maquinas-e-equipamentos-quer-que-o-novo-governo-saiba/13467